sexta-feira, 21 de abril de 2017

Amor incondicional

"O que devemos fazer é continuar amando, emanando amor como sempre fizemos. Não importa o que o outro faz devemos continuar amando sempre, e não de uma forma impessoal e sim com o mesmo amor que sentíamos. Na verdade não deve haver nenhuma interrupção deste sentimento, independentemente do que o outro faça. O amor não deve cessar nunca. (...)




Isto pode parecer utópico e impossível para quem lê apressadamente. Pode achar que isso não existe, que é teoria ou romantismo. Não é. Isso é absolutamente real e possível. Quando se atinge um nível de fusão com o Criador isso passa a ser o normal. Aliás, não poderia ser de outra forma.



Quando nos tornamos amor só podemos amar. Não há como ser diferente. É uma felicidade contínua. Amamos independente das circunstâncias. (...) Continuamos tratando bem, comunicando-nos, amando como sempre, embora não possamos expressar em sua totalidade o amor que sentimos. (...)

Esta é a única solução que existe. A única solução que funciona. A única atitude que podemos tomar para manter a nossa felicidade é continuar amando sem cessar, pois o amor é tudo na vida."

do livro Mentes In-Formadas

Você consegue amar assim? O amor incondicional é paciente e amoroso independente do que possa acontecer, do que se recebe em troca ou do tempo que se precise esperar. Buscando conhecimento e formas de emanar amor à distância, tanto para quem amo como para ajudar do meu jeito silencioso pessoas que estão precisando a se sentirem bem, encontrei a filosofia do Reiki - não é seita, nem religião, é uma prática com origem oriental.

Há duas semanas comecei o primeiro nível do curso, chamado "Despertar" - são quatro no total. Após realizar a sintonização que efetiva o primeiro nível, enviei meu relatório de impressões à orientadora, que me respondeu da seguinte forma, mesmo sem que eu fizesse nenhuma menção à isso: " com a sintonização o centro pessoal deixa de ser o Plexo Solar - responsável pelo ego - e passa a ser o Cardíaco - responsável pelo amor incondicional."

Mais uma vez seguir a intuição me deu o que eu estava procurando. :)



Obs: por estar envolvida em estudos e outros projetos além das obrigações e entretenimentos cotidianos, as postagens no blog deixam de ter dia fixo, podendo espaçar mais ou não, pois não me sinto à vontade de postar sem visitar os leitores, além do mais posso me tornar redundante  nos temas que estou conhecendo. Também por conta dessa nova visão de mundo o nome do blog passará a se chamar, a partir da próxima semana, "Respirando Romance", pois há um bom tempo o blog deixou de tratar de temas sobre Revolta, não cabendo mais o título ao espaço.

16 comentários:

  1. Que maravilha,Bia!

    Esse curso é legal. Minha irmã fez e adorou. Realmente o amor deve(deveria0 estar em tudo o que tocamos e vemos. Pena ainda não estamos nessa totalmente... Parabéns pelo curso e pelas boas resoluções. Gostei do nome novo que o blog passará a ter! Valeu ! Boa sorte! Muito amor! bjs, lindo feriadão! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica, tem razão, é um curso maravilhoso, pretendo completar todos os níveis, desperta uma sensação interior muito gratificante, de amor e gratidão.
      Amar incondicionalmente a todos é alcançar um nível altíssimo de consciência e entrega, de fato bem difícil de conseguir, mas penso que cada pedrinha trilhada nesse caminho é um ganho coletivo.
      Fico feliz por ter gostado das novidades, você faz diferença no meu espaço, sabe disso! :) Abraços!

      Excluir
  2. Não, eu ainda não consigo amar dessa forma. Estou a trabalhar, caminhar pois também acredito que é possível.
    Pessoas próximas, é fácil; as neutras, também fácil, mas quando chego nas pessoas difíceis, que no momento estão manifestando um comportamento mau, que destrói, aí está a dificuldade de olhar para esse ser e amá-lo. Estou envolta com as práticas da bondade amorosa, do altruísmo, da compaixão.

    Simplesmente adorei saber do novo nome do blog. Respirando... respirar é tudo, é também um caminho! Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana, como você acredito que é possível e toda caminhada nesse sentido é mais positiva do que estacar no mesmo lugar, ou desistir. Vamos amando aos pouquinhos e quando vemos, estamos amanda um montão, rsrrss.
      Penso que se você consegue amar com facilidade os próximos e os neutros já está bem evoluída, pois estamos vivendo numa sociedade tão egoísta que muitos estão tendo dificuldades para amar até quem está próximo. O amor tornou-se uma moeda de troca, superficial, quase um contrato, o que é uma pena, inclusive o texto trata justamente do amor em termos de relacionamento entre duas pessoas. Vejo que são raros casais que amam incondicionalmente o outro, evitando cobranças, frieza, discussões...
      Já amar inclusive aqueles negativos é transcender a capacidade do amor, um dom muito bonito, como você estou praticando e além da prática, é preciso controlar os maus impulsos do julgamento, pois todos erramos.
      Bom saber que gostou do novo nome do blog, mudarei em breve!
      abraços!

      Excluir
  3. O amor incondicional é sobretudo dirigido aos filhos.
    Bons estudos!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elisabete, sim, se não houverem distúrbios psicológicos ou emocionais é natural que os filhos recebam amor incondicional, embora muitos pais escorreguem quando tentam a todo custo mudar os filhos.
      Porém o texto trata de relacionamento, do amor que ama o outro independente das circunstâncias, que é amoroso mesmo quando não está recebendo nada em troca. :)
      Abraços!

      Excluir
  4. Passando para deixar uma mensagem!!

    Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado dos amigos, com certeza vai mais longe.
    Clarice Lispector

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita, obrigada pelo carinho e lembrança!!!! Com certeza a caminhada é mais prazerosa quando temos pessoas queridas por perto! Abraços!

      Excluir
  5. Oi Bia,

    Amar incondicionalmente, acredito que só exista esse amor entre laços sanguíneos ou nos laços de amizade.
    Se tratando de amor carnal entre duas pessoas, acredito que amamos enquanto dura o relacionamento, nao acredito que esse amor seja incondicional, amor carnal acaba. Claro, nao vou generalizar, tem pessoas que conseguem amar outras mesmo nao estando juntas uma vida inteira, cada caso é um caso, pessoas que amam assim sao raras, nao é o meu caso, amo e desamo.

    Agora amor incondicional, é o que sinto pela minha família, somente, o resto é carinho, respeito e amizade..

    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vanessa!
      Recentemente descobri ser comprovado que há dois tipos de amor, um provocado por alterações químicas no cérebro, esses começam e acabam. Como você também já tive relacionamentos assim, que evoluem de uma forma específica, ou seja, evoluem (e involuem) progressivamente. Mas há outro tipo de amor, um que transcende o sentido somente químico, que se reconhece nos primeiros 15 segundos de troca de olhar. Manter-se em estado de amor incondicional como sugere o texto é um meio de manter-se em estado de alegria por poder sentir algo tão profundo independente das circunstâncias, e como o sinto há muito tempo, posso comprovar que existe, rsrsr. Portanto, achei muito pertinente os argumentos da sugestão, rsrsrs. Interessante, né?
      Mas como disse, sei que é raro.
      Como falei à Ana, bonito ver depoimento de pessoas que ainda conservam amor incondicional pela família, há tantas pessoas "brigadas" ou falando mal de pais, irmãos, acho muito triste, pois independente dos erros, é a ligação primeira que temos com o mundo e do qual não nos desligamos de forma alguma.
      Abraços!

      Excluir
  6. Bia, para mim o amor é a maior força que existe porque pode modificar e ajudar fluir a vida de quem estiver so redor. Incondicional vem de um lugar no eu intetior com muito maior profundidade, porem pode ser tocada e tambem modificada.

    Interessante o curso que voce esta fazendo. Uma oportunidade de ouvindo de auto-questionar.

    Bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sissym! Concordo contigo, o amor tem o poder de realizar interferências positivas pela simples questão da energia que emana. Muito apropriado o uso da palavra "fluir" em seu comentário.
      Também muito bonita sua colocação sobre o amor incondicional, de fato emerge de nossa natureza mais profunda e pura, de nossa essência desprovida do ego que sempre cobra algo ou quer as coisas do seu jeito.
      O Curso de Reiki é de fato maravilhoso, um caminho mesmo para o repensar, e só lamento por não ter descoberto antes. Por esses dias começo com alegria o segundo módulo. :D
      abraços!

      Excluir
  7. Oooi Bia!!!
    Concordo plenamente. O único motivo por estarmos aqui, nessa terra, é para aprendermos a amar. Mas não esse amor romântico que conhecemos. Amar, como o Pai quer que fazemos, é muito mais do que isso. É ser igual, auxiliar, se doar por inteiro sem esperar recompensa. É esse o remédio para o mundo.
    Ainda estamos longe do ideal, mas já vejo luz no caminho.

    Parabéns pela escolha do novo nome do blog. Lindo!

    Beijos e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nah!
      Que lindas colocações,é verdade! Ainda hoje assisti um vídeo que dizia que um dos grandes segredos da humanidade está em dar amor e ajudar a todos, dentro de nossas possibilidades. Não precisamos de grandes feitos para fazer a diferença, é no cotidiano que isso se mostra tão urgente, numa sociedade em que um quer comer o fígado do outro ou levar sua parcela de vantagem em tudo.
      Quando diz "vejo luz no caminho", penso que isso se propagaria rapidinho se cada um percebesse que é uma parte dessa própria luz e se entregasse ao amor para também brilhar.
      Abraços!

      Excluir
  8. Ola bia, nestes tempos de odio, devemos cultivar o amor como se fosse coisa rara.
    Porque sem ele a humanidade não tem nenhuma chance.
    Bacione

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tem razão! O amor é o bem mais precioso que podemos cultivar, embora hoje em dia poucos prestem atenção a esse sentimento tão bonito. Abraços!

      Excluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.